Tamboril: Investigação revela que Diélica foi morta por tiro disparado pelo próprio irmão

Uma reviravolta no caso da Jovem Diélica Teixera, 19 anos, morta na madrugada do sábado, 27 de junho, no Distrito de Sucesso, em Tamboril, trouxe uma revelação surpreendente para a investigação do caso que é comandado pelo competente delegado de Tamboril Dr. Luiz Arthur. Em apenas dois dias, o delegado e a equipe de inspetores conseguiram revelar que o irmão da vítima, um menor de idade conhecido por Riquelme, foi o autor do tiro que colocou um trágico m na vida de sua irmã, deixando para trás uma criança lha da mesma. O delegado desconou do fato da vítima de sido morta com apenas um disparo. Na visão dele, se alguém tivesse a intenção de matá-la, por qualquer motivo, certamente outros disparos teriam sido feitos. Riquelme foi encaminhado à delegacia de Tamboril onde foi ouvido pro delegado e conrmou que o disparo da arma que matou Dielica, partiu do quarto onde ele estava. A ação de investigação revelou que além do menor, um outro jovem que ainda não teve a identicação revelada, estaria com ele na residência. De acordo ainda com o delegado, Riquelme passou a ser o principal suspeito do crime, por conta do seu histórico de ações delituosas. Apesar de ser menor de idade, eles já tem várias passagens pela polícia, chegando inclusive a ameaçar policiais civis há cerca de dois anos. Segundo informações, o menor disse que estava com o um amigo, brincando de roleta russa com um revólver. Nessa brincadeira, um disparo foi feito em direção a jovem, que foi morta fatalmente . Após o crime, Riquelme saiu correndo para os fundos da casa. A mãe ao presenciar o crime pediu ajuda para socorrer a lha. Quando a polícia chegou ao local, Dielica já estava sem vida.

Após ser ouvido na delegacia, o menor e agora autor da morte da irmã, saiu pela porta da frente. Infelizmente ele já tinha livrado o agrante. O inquérito deverá ser concluído ainda esta semana e delegado dará mais detalhes sobre o caso.

 

FONTE

Blog do Manuel Sales